Congressistas americanos criticam banimento de jogador de Hearthstone

Avatar

Um grupo de senadores e deputados do Congresso norte-americano, de ambos os partidos (Republicano e Democrata), emitiram uma nota em crítica ao posicionamento da Blizzard de banir o jogador Blitzchung, após o mesmo se manifestar à favor das manifestações em Hong Kong após uma partida de Hearthstone.

Endereçada ao CEO da Activision Blizzard, Bobby Kotick, os senadores Ron Wyden e Marco Rubio, e três deputados, Alexandria Ocasio-Cortez, Mike Gallaguer e Tom Malinowski, pediram que a empresa repense a sua decisão de banir o jogador e que preze pelos “valores americanos”, como a liberdade de expressão e pensamento.

“Enquanto a China promove a ampliação de sua campanha de intimidação, você e sua companhia devem decidir se devem prezar pelos resultados financeiros, cedendo às demandas de Pequim para preservar o acesso ao mercado, ou promover os verdadeiros valores americanos – como a liberdade de expressão e o livre-pensamento”.

O pedido segue com uma solicitação de reconsideração da decisão da Blizzard:

“Pedimos então, pelos termos mais fortes, que seja reconsiderada sua decisão com relação ao Sr. Chung. Você tem a oportunidade de corrigir esse erro. E nós pedimos, encarecidamente, que isso seja considerado.”

A polêmica envolvendo o jogador profissional de Hearthstone, Chung “Blitzchung” Ng Wai, iniciou na última semana, após ele se manifestar em favor das manifestações pela libertação de Hong Kong, durante uma entrevista que ocorreu após o campeonato Grandmasters.

A Blizzard, cuja uma das acionistas é a Tencent Games – o maior portal de serviços de internet da China, sendo a quinta maior companhia de internet do mundo, depois do Google, Amazon, Alibaba e Ebay -, em repúdio ao pronunciamento do jogador, acabou confiscando seu prêmio em dinheiro, além de ter banido o jogador de qualquer circuito competitivo oficial do jogo.

Após a péssima repercussão – que resultou em uma ação em massa, tendo alguns grandes nomes do circuito de Hearthstone abandonando seus postos, em protestos contra a empresa -, a Blizzard decidiu reduzir a pena de Chung para apenas seis meses.
A situação gerou até mesmo protestos de funcionários da Blizzard, chegando ao ponto de um grupo,pedir demissão em massa por conta da postura da empresa.

Fonte: The Enemy