5 séries de jogos que sumiram do mapa

Avatar

Salve salve Nerds!

Bom, fazia tempo que o tio aqui não publicava nada de original… (Acho que a última grande empreitada original do blog foi a adaptação do Game Theory sobre “Chrono Trigger e a Bíblia) Então, utilizando algumas inspirações de assuntos, e algumas vivências da minha infância / adolescência no mundo dos games, eu resolvi trazer o “5 alguma coisa” do Salvando Nerd, onde eu irei abordar em um tema específico, cinco jogos (ou séries, ou filmes, ou HQs, ou whatever). E pra começar essa nova jornada do SN, nada melhor do que começar com:

“5 séries de jogos que sumiram do mapa”

Então bóra lá, que o negócio vai ser quente:

#1 – Age of Empires

1
Bom, eu acho que não há nenhum ser vivo na face da Terra que nunca tenha ao menos investido alguns meses (ou anos) da vida em começar uma aventura na pré-história, e trafegar através das eras, fazendo exércitos, evoluíndo cidades, construíndo armas, e convertendo outras pessoas gritando WOLOLO!

wololo

Eu até hoje não entendo o que a Microsoft está esperando para lançar um novo episódio da série –  afinal, fatos históricos ainda podem ser abordados, como a Revolução Industrial, a Primeira e Segunda Guerra, em fim… E artilharia para isso é o que não falta, pois, com a popularização dos jogos de estratégia mobile, seria muito interessante que a empresa do tio Bill lançasse um concorrente forte para bater de frente com Clash of Clans – que hoje domina o mercado mobile, e de estratégia em tempo real.

#2 – Bomberman

2

Ah, e aqueles sábados à tarde que o seus primos chegavam pra fazer aquela jogatina até o fim da tarde? Saudades dessa época? É eu também…
Mas isso só era bom quando as coisas de fato não terminavam em brigas, pontapés e voadoras! Por que só quem jogou o modo batalha de Bomberman pra sentir a fúria dos deuses.
Bomberman era o tipo de game que socializava da mesma forma que a cerveja faz hoje, mas a coisa podia acabar mal… Da mesma forma que a cerveja faz hoje.

Muitas amizades começaram e terminaram com esse game. E infelizmente, foi uma série que terminou mal, esquecida, e hoje em dia, o máximo que a galera faz, é curtí-la no emulador.
E as brigas ainda continuam!

#3 – Metroid

3
A Nintendo sempre teve franquias muito bem trabalhadas, e Metroid é aquele tipo que te colocava em um grande (e árduo) desafio. O engraçado, é que apenas quem curte de fato games, conhece esse jogo. Quem é jogador casual, dificilmente ouviu falar nas aventuras intergaláticas de Samus Aran, atrás de alguma recompensa gorda, isso quando ouviu. Metroid é o grande trunfo old-school underground da Nintendo.

O termo exploração pode ser resumido apenas no título do game, que leva o jogador a resolver puzzles, retornar ao mesmo local diversas vezes, conforme Samus (a protagonista) vai adquirindo novos itens e habilidades, e isso sem contar o desafio dos chefes, que é algo que a From Sofware deve se orgulhar e se inspirar para a série Souls.

Infelizmente, há muito tempo não se houve falar da loirona, e a série desapareceu após a saga Other-M, para Wii, lançado em 2010. O Wii-U certamente teria muito potencial para trazer um novo game, explorando ainda mais o seu “controle/tablet/serve pra ver mapas”.
Quem sabe, com o anúncio de um novo console, a Nintendo não toma vergonha na cara reviva a série?!

#4 – Megaman
4

Eu gostaria realmente de saber pra onde raios Megaman foi… Será que ele simplesmente recebeu um upgrade e virou o Mighty Nº 9, que estamos aguardando…?? Ou a Capcom simplesmente não conseguiu manter as peças do robozinho azul bem conservadas, e a ferrugem o corroeu?
Megaman é o tipo de game que marcou época. E o termo “esmaga botão” nasceu praticamente com ele… Mas como uma série tão amada pôde simplesmente sumir?

A grande sacada da Capcom foi lançar um novo episódio da série com gráficos de Nintendo 8-bit… Mas ficou apenas por isso, e a única aparição dele após muitos anos num hiato, foi em Super Smash Bros. Para Wii-U.

A série X também foi uma longa e duradoura saga do robô, que trazia um enredo ainda mais elaborado, e futurista, mas após Megaman X6, parece que o canhão de plasma do nosso amigo de ferro começou a falhar, e a série acabou devendo muito aos fãs.

#5 – Road Rash
5

Esse é outro daqueles títulos que muitas amizades foram comprometidas e a porrada comia solta, tanto no game, quanto na vida real. Road Rash veio com uma proposta mais do mesmo, porém diferente… Ela trazia elementos de Mario Kart e Twisted Metal, em que o objetivo além de ganhar a corrida, era atrapalhar os seus adversários, mas… Com motos!

Além de mesclar esses elementos, ainda trazia uma trilha que batia de frente com Rock n’ Roll Racing, com muito rock e metal pra deixar a coisa ainda mais “sangue nozóio”.

A promessa de um novo game ficou apenas nisso, e a Eletronics Arts simplesmente deu uma banana à todos que aguardavam mais pauleira, correntadas, rock n’ roll e quedas.

Bom galera, esta foi a primeira lista. E se vocês quiserem ver o seu game favorito e esquecido, comente aqui em baixo.