5 Mãezonas da Cultura Pop

Avatar

Salve Salve Nerds!

Mães são sempre um ícone. Seja na vida real, e seja na cultura Pop. Temos grandes exemplos de mães no cinema, nos desenhos, seriados, games, animes e nas mais diversas formas de mídia. E todas elas, tem um “Quê” da sua, é ou não é?!

Então, comemorando o dia dessa pessoa tão especial, separamos as 5 Mãezonas da Cultura Pop.

Então, bora pra lista:

#1 – Dona Florinda

dona-florinda

Ela é aquele tipo de mãe super-protetora. Aquele tipo de mãe que só tem ouvidos para o que o filho diz. E isso hoje, parece se tornar mais comum ainda.
Dona Florinda é o tipo de pessoa que parece ser amargurada pelo destino de ser viúva, e ter a responsabilidade de criar um filho sozinha.
Infelizmente, Chespirito não foi à fundo no plot da personagem, mas sabemos que toda mãe faz das tripas, coração quando o assunto é proteção de seu filhote.

Infelizmente, a falta de uma figura paterna na vida de Kiko parece tê-lo transformado em um moleque mimado e invejoso, bem como sua mãe, que empina o nariz, para não abaixar a cabeça e mostrar a nuca raspada por uma vida difícil, e que terminou em um cortiço.

Dona Florinda é a prova de que você pode criar seu filho sem a presença de um pai, mas o caminho não será fácil, e alguns preços serão cobrado pela vida.

#2 – Marge Simpson (Os Simpsons)

MARGESIMPSON

Marge além de uma mãezona, é sobretudo uma das esposas mais pacientes já vistas na televisão. Pois, aturar três filhos pequenos e um marido pra lá de atrapalhado, é de se merecer uma medalha.
E é isso que torna o esteriótipo de Marge, digno de figurar a nossa lista: sua paciência.

Apesar se ser apresentada como uma dona de casa suburbana, Marge é o exemplo de mulher paciente, tendo que lhe dar com as trapalhadas do marido, além dos problemas existenciais de Lisa e das travessuras de Bart. E ainda arrumar tempo para cuidar da pequena Meggie.

Marge consegue transpassar todo aquele sentimento materno, e ainda de como é agitada a vida de esposa e mãe. E isso fica evidente pela aparência da personagem, que veste um simples vestido verde, e possui um cabelo desgrenhado inspirado na “Noiva de Frankenstein”.

#3 – Chi-Chi (Dragon Ball / DBZ / DBGT)

CHICHI

Aqui temos talvez, uma mãe que supere qualquer outra da lista, quando o ponto é super-proteção, além de querem o bem de seus filhos “na marra”.
Chi-Chi é aquele tipo de mãe que pega no pé mesmo, e insiste com seu filhos que o melhor para eles é estudar, se formar e ter um bom emprego, e não ficar por ai defendendo a terra das maiores ameaças do universo.

Chi-chi é bem o esteriótipo da mãe “grude”. Que por muitos é vista como chata, mas que no fundo, quer o que toda mãe quer: o melhor para seus filhos.

E de fato, ela deve ter conseguido isso, pois em um dos primeiros episódios da saga Z, Goham está em uma caverna – durante seu treinamento com Piccolo – , e começa a fazer cálculos de matemática.

Parabéns Chi-chi! A prova de que pegar no pé, AS VEZES funciona!

#4 – Rochelle (Todo Mundo Odeia o Chris)

ROCHELLE

Rochelle nem precisaria figurar a lista, pois o marido dela tem dois empregos, mas enfim. Ela merece estar aqui por caracterizar aquele tipo de mãe que ama sua família, mas que não se segura quando alguma coisa dá errado, e parte pra boa e velha chinela!

Rochelle se caracteriza por arrastar toda a responsabilidade de exemplo do irmão mais velho (Chris), para que os mais novos (Drew e Tonya) se espelhem, e não dêem as mesmas vaciladas de Chris.

Ela também é aquele tipo de mãe protetora, e que não leva desaforo pra casa. Nem como mãe, nem como esposa. Rochelle curte mesmo uma treta – sem se importar com quem.
Apesar ta família passar alguns apertos financeiros – quem não passa, né?! -, a união ali é o exemplo de como toda família deve ser.
Ah, e que mãe nunca comprou ou vendeu produtos Ivone, não é mesmo?!

#5 – Cersei (Game of Thrones)

CERSEI

Aqui, a coisa já fica com um ar um pouco mais sério. Cersei é o tipo de mãe que quer impulsionar os filhos como alicerce de sua ascensão. Mas, apesar da ganância por poder, ela é uma mãe que ama incondicionalmente até o pior de seus filhos.

Quem ai que curte a série ou os livros, não queria ver Joffrey morto?! Fala a verdade, você queria sim, e estava pouco se lixando para a tristeza da mãe dele.

Cersei poderia muito bem figurar ao lado de outras nessa lista, mas fica evidente que aos poucos, vemos mais seu lado materno, com o passar do tempo e dos acontecimentos em Westeros. E, mesmo tendo filhos de uma relação “pouco convencional”, seu amor é o que a move, por pior que suas pretensões – ou seu filhos – sejam.

Apesar de ser uma personagem no qual, muitos não se identifiquem, mas aos poucos, sua ganancia vai desvanecendo, e dando espaço a proteção de sua família – e claro, sobretudo seus filhos. Então, é muito interessante observar essa transformação da personagem.

“Mãe é aquele tipo de ser que já nasce sabendo amar. E é por isso que existe. Sei que muitos aqui infelizmente já não podem dizer o mesmo, seja por algum tipo de desavença, ou por que o destino já as levou, em cumprimento do seu dever de disseminar o amor ao próximo.
Mas tente entender que tudo o que a sua mãe quer, é o seu melhor. Infelizmente, muitas delas tem a dificuldade de entender que os filhos são feitos para o mundo, e não para si. 
E como um pássaro, você como mãe, deve ensinar seus filhos a voar, e não permanecer no ninho.

Ventos fortes virão. Assim como as tempestades. Mas tudo isso, acaba em uma brisa leve, e na bonança de um dia ensolarado e quente, onde talvez, vocês voem por muito, juntos.”

E é isso pessoal.
Comentem aqui, quem pode figurar a próxima lista!

Até lá!