E3 2016 – Conferência da Bethesda

Avatar

Com uma apresentação mais singela que a do ano passado, a Bethesda subiu ao palco na noite deste domingo (12), sendo a segunda companhia a ter uma grande conferência dentro da E3.
E, com o mesmo espírito de nostalgia, a companhia abriu suas atividades trazendo mais um velho conhecido dos fãs de FPS.
Já haviam rumores de que um novo Quake poderia figurar durante a apresentação, e felizmente, os rumores estavam certos.

A Bethesda trouxe Quake Champions ao público, e explicou que o foco do jogo será seu multiplayer, além de explorar o modo competitivo dentro dos E-Sports.
Apenas um trailer em CGI foi mostrado, dando destaque aos personagens, e mostrando o que cada um deles pode fazer dentro da Arena de combate.

O game não recebeu nenhuma data definitiva, mas a empresa divulgou que mais detalhes sobre o jogo serão dados durante o evento Quakecon, que ocorrerá em agosto, em Dallas.

Outro grande destaque durante a conferência, foi mostrar que a companhia não só está investindo pesado em seus títulos, como também está ampliando o suporte aos mesmos, fazendo com que eles já se preparem para o futuro.
A Bethesda confirmou que tanto Fallout 4, como Doom, serão compatíveis com os sistemas de realidade virtual HTC Vive, ampliando ainda mais a imersão dentro do jogo, criando uma nova experiência de gameplay. Os participantes da conferência, tiveram a oportunidade de testar ambos os games nessa plataforma. Já para o público, o suporte ao HTC Vive será lançado em 2017.

Falando nestes títulos, ambos irão receber novos pacotes de conteúdo, como DLCs. Fallout 4 terá novos recursos, como novas estruturas para suas safe houses, como elevadores e outros aparatos, ampliando e muito, o modo de construção dentro do game.
Isso também foi ampliado, permitindo que o jogador crie sua própria Vault (cenário onde inicia-se o game), podendo não só criar todo um ambiente de reclusão, mas também, fazendo com que a mesma, vire um local habitável para outros personagens.

Doom, além de novos conteúdos, também teve a sua primeira DLC multiplayer anunciada, chamada “Into the Evil”, com novos locais a se explorar, novas armas e novos inimigos.
O jogo também terá novos modos de multiplayer, como o Deathmatch, onde muitos jogadores acabaram sentindo falta.

Além do anúncio de Quake Champions, a empresa também decidiu mostrar seu novo projeto, chamado “Prey”. Prey, é um game que já havia sido anunciado em outrora – chamado “Prey 2” – , porém, o projeto havia sido cancelado. Agora, o projeto retorna das cinzas, e ganhou o interesse de muitos. O título, que se mostra muito promissor, trazendo toda uma atmosfera de terror espacial.

Nele, entramos na pele de Morgan Yu, que é praticamente uma cobaia de experimentos na estação espacial Talos 1.
Prey mescla terror, ficção científica e FPS de uma forma bastante interessante, e estará disponível para PS4, Xbox One e PC em 2017.

Outro anúncio que visou a ampliação de suas características, foi o game mobile Fallout Shelter – anunciado originalmente durante a conferência da Bethesda, no ano passado -. Agora, o game além de receber novas quests, locais, personagens e inimigos, também receberá um port para os PCs em breve.

E claro, não poderia faltar nesta conferência, tudo o que envolve o mundo de The Elder Scrolls.
Começando com o anúncio de The Elder Scrolls V: Skyrim, um dos mais aclamados e jogados RPGs do mundo, que recebe agora uma versão remasterizada chamada “Special Edition”, onde não veremos apenas novas renderizações, mas também vários aspectos do game foram melhorados, como iluminação, além de alguns balanceamentos. Além disso, a grande novidade é que a comunidade que gosta de experimentar mods, também poderá fazer isso nos consoles.

O jogo chega ao mercado em 28 de Outubro, para PS4, Xbox One e PC.

Além disso, a franquia ainda ganha The Elder Scrolls: Legends – que já havia sido anunciado na E3 2015, porém agora foi revelado o trailer de sua campanha.
Legends chega para ser um forte concorrente de Hearthstone (Blizzard), e claro, do já consolidado Magic: The Gathering – Duels of Planeswalker.

Apesar da premissa do game ser a jogatina com outros jogadores, o game ainda irá possuir uma campanha (como visto em Magic: The Gathering).

O jogo terá abrangência em smarthphones, tablets e claro, PCs.

E a grande jóia da noite, foi Dishonored 2. O game, que já havia aparecido de forma tímida na E3 anterior, ganhou foco total durante a conferência, tendo diversos trailers revelados, que não só contaram um pouco mais da história do game, como também mostrou diversos aspectos técnicos, como a ambientação, as possibilidades do stealth, além das habilidades da protagonista Emily Kaldwin.

O segundo capítulo da série, se passa 15 anos após o primeiro jogo, em Cornoca, uma cidade inspirada na Europa, com toques da Era Vitoriana.
O jogo também utiliza uma nova engine, chamada Void Engine, tendo maior capacidade de processar elementos nos cenários, bem como amplia os elementos de iluminação e detalhamento.

O jogo também dá a possibilidade de optarmos por Corvo (protagonista do primeiro game) e Emily, tornando a dinâmica de gameplay muito mais interessante, uma vez que nem tudo o que um personagem possui, necessariamente será visto em outro.

Durante a apresentação, podemos conferir algumas das possibilidades de combate, e também itens que podem ajudar na nossa campanha, como foi o caso do Timepiece – uma espécie de aparato que pode revelar como era o ambiente em um determinado ponto, antes de ele ser completamente destruído. Isso também possibilita a alternância de tempo, fazendo com que você possa passar por um local que em um estado temporal está bloqueado, e em outro, aberto.

Dishonored 2 já tem data de lançamento confirmada para 11 de novembro de 2016, e será lançado para PC, Xbox One e Playstation 4.