[E3 2015] Veja o que rolou na conferência da Bethesda

Com um começo sutil, a E3 teve seu início na noite de ontem (14/06), com a conferência da Bethesda (DOOM, Dishonored e Fallout), dando início ao show, e mostrando ao mundo que sim, a E3 ainda pode empolgar.

De uns tempos pra cá, é inevitável que games ao redor do mundo se decepcionaram com a principal fonte de novos lançamentos, após grandes decepções passadas  – Como Assassin’s Creed Unity, Duke Nuken, Watch Dogs e por ai vai…).

DOOM

Mas, a Bethesda provou que isso são águas passadas, e que o termo “diversão”, ainda pode (e deve) ser levado a sério. Inicialmente, a conferência começa com algumas explicações sobre o que veremos. Nada muito detalhado, apenas sutil. Então, o primeiro game surge no telão: DOOM.
Como já havia sido divulgado um pequeno teaser muitos não se surpreenderam com a anunciação do game, mas, a demonstração do jogo empolgou até mesmo quem já havia perdido as esperanças de um novo hype.

DOOM mostrou que sua essência vive, e que apesar de inúmeros FPS terem aprendido com ele, ele ainda reina sobre o gênero, e tanto a velha-guarda, como novos gamers, podem conferir os primórdios do estilo, em gráficos lindíssimos, e uma jogabilidade (vista na conferência) fluída.



Algumas novidades também agregaram valores ao game, como o anúncio de um modo multiplayer, que traz os tradicionais modos deathmatch, team coop, e outros modos já conhecidos para os aficionados por FPS.

Mas, o mais interessante de tudo, foi a criação da ferramenta “Snapmap”, onde os jogadores (ao melhor estilo Little Big Planet), criam suas arenas de combate, e podem compartilha-las com outros jogadores, propondo os mais desafiadores ringues de sangue e carnificina – ao melhor estilo DOOM.


Tendo isso como pontapé inicial, o público conquistado, e vendo que apesar de poucas franquias no currículo, o show continua com o anúncio de uma continuação do aclamado game Dishonored.

Dishonored 2, traz Emily Kaldwin, a princesinha indefesa no qual precisávamos resgatar no primeiro jogo. No trailer divulgado pela Arkane Studios, é possível ver o crescimento da personagem que mostrou todas as suas habilidades – naturais e sobrenaturais.

O jogo ainda não possui data de lançamento confirmado, mas a única coisa que foi confirmada, foi a satisfação dos expectadores – tanto presenciais, quanto os que acompanharam através da internet.
E, para aqueles que não tiveram a oportunidade de jogar o primeiro game da franquia, a Arkane anunciou que uma Definitive Edition sairá para a atual geração de consoles, então, quem quiser conhecer mais sobre a história, e não ficar perdido na sequência poderá experimentar o primeiro game em sua versão remasterizada.


Apesar de ter sido lançado na semana passada, The Elder Scrolls Online acabou dando as caras na E3, e que, ainda que esteja passando por alguns problemas técnicos, como problemas na conexão com os servidores, a Bethesda não se pronunciou sobre o fato. Alguns detalhes mais técnicos sobre a mecânica de jogo foram abordados, mas de forma bastante superficial, mostrando que apesar de ser uma franquia de peso, a empresa não estava tão interessada em abordá-la desse modo.

Outro anúncio também envolvendo o mundo de Elder Scrolls, foi o de um game voltado para plataformas mobile, no estilo card game (indo na vibe de HearthStone, da Blizzard), totalmente freeto-play, e que estará disponível para iPad e PC. The Elder Scrolls: Legend, também não tem data confirmada.



Também foi anunciado uma nova franquia da empresa, chamada Battlecry, um MMO de shooter, com uma diversidade de personagens que vão desde cavaleiros medievais, até mesmo samurais e combatentes de guerras. O game está com inscrições para o beta, e quem a confirmar até dia 18, receberá alguns extras.

BattleCry

Mas, após anunciar o término da apresentação, um coro mesclado com vaias e pedidos de Fallout ecoou pelo Kodak Theater, e a cereja do bolo, então, foi posta.

O game começa num lindo sábado de manhã com você e sua esposa, olhando-se no espelho, onde é feita a customização da aparência do personagem principal – e também, qual sexo você irá jogar.
Tudo se inicia antes do ataque nuclear que assolou Boston, e após 200 anos, você finalmente sai da Vault 111 – no qual, você é o único sobrevivente.

Fallout4
Além disso, vimos durante uma gameplay apresentada, a interação do personagem com nosso amigo canino, que pode receber ordens. Basta você indicar um ponto, que ele irá coletar algum item para você. Além disso, ele participa ativamente de combates e da exploração do enorme mundo que seu solitário personagem irá trilhar.

Durante a conferência, a empolgação já era mais de oito mil, e pra completar o bolo, só faltava o toque final do glacê, e a Bethesda anunciou o novo Pip-Boy (aquele aparelho acoplado no pulso do personagem, que lhe mostra status, mapas, e itens), mostrando suas diversas funções. Para a alegria dos fãs (e de quem tiver uma boa grana pra gastar), uma versão real do aparelho foi anunciada para a Edição de Colecionador do game, em que você poderá utilizar em conjunto do seu smartphone, e através de um app disponibilizado pela empresa, para ter seu próprio Pip-Boy.

PipBoy
E as novidades não pararam por ai, já que uma nova ferramenta foi adicionada ao game, dando a possibilidade do jogador coletar materiais durante o jogo – ao melhor estilo Minecraft – , para construir uma espécie de forte, casa, ou qualquer estrutura de moradia que desejar.
E não somente isso, mas há a possibilidade de iluminar o ambiente, de diversas formas, com a utilização de geradores, painéis luminárias, e todo o tipo de aparato elétrico para criar um ambiente único, e que propicie ao personagem, conforto e proteção para enfrentar o selvagem mundo atômico de Fallout.

Outro ponto interessante, é que o jogador terá a opção de customização e construção de armas, da forma e necessidade que precisar. Sendo assim, você poderá enfrentar as criaturas com uma pistola laser, até mesmo uma super metralhadora customizada. Segunda a Bethesda, a possibilidade de criação de armas pode chegar a mais de 700 tipos.

O game sairá ainda este ano, já com sua data confirmada para 10 de novembro, e será lançado para PC, Xbox One e PS4.



Também, durante a conferência, um novo game da franquia foi anunciado, para linhas iOS – com a possibilidade de lançamento posterior para PC e Android – chamado Fallout Shelter. Ao melhor estilo The Sims, o jogo consiste em administrar a sobrevivência de uma comunidade dentro de uma Vault, tendo que administrar comida, mantimentos e segurança dentro da sua Vault.
O game foi lançado após a conferência, e o interessante, é que o game não necessita de conexão constante, podendo ser jogado em modo off-line também.

Após uma apresentação assim, é difícil não ficar empolgado. Agora, vamos aguardar quais cartas na manga, as demais empresas terão, e se o hype irá continuar.