Christopher Tolkien deixa o cargo de diretor da Tolkien Estate

Avatar

O anúncio da compra dos direitos de uma série produzida pela Amazon no mesmo universo de “O Senhor dos Anéis” pegou muitas pessoas de supresa, que não acreditavam em uma nova adaptação das obras de Tolkien para o cinema e televisão.

Entretanto, muito dessa “conquista” da gigante do e-commerce se deve a um detalhe muito importante: a saída de Christopher Tolkien – filho do escritor e herdeiro literário – da Tolkien Estate.

Christopher, atualmente com 93 anos, editou e publicou ainda em 2017 a obra “Beren e Lúthien“, e em seu prefácio deixou a seguinte mensagem:

este é (presumivelmente) meu último livro na longa série de edições dos escritos de meu pai“.

Possivelmente, sua saída já era planejada. E isso pode ser o principal motivo da Amazon adquirir os direitos para uma série de TV, já que grande parte das propostas de compra e adaptação das obras de Tolkien para a TV e cinema passavam pela autorização (ou não) de Christopher.

Sem ele, as coisas podem ter ficado um pouco mais “maleáveis”, já que ele negou a venda de vários direitos de exibição de obras de seu pai.

Uma página do governo inglês confirma que a saída de Christopher se deu no dia 31 de agosto deste ano.
Como se sabe, saídas desse nível são coisas que levam um certo tempo, até estabelecer um sucessor, e organizar tudo. E isso reforçaria a tese de que com sua saída programada, tudo teria aberto caminho para que empresas que já estavam com planos de injetar dinheiro na compra de direitos aproveitassem o momento.

Com isso, as possibilidades de adaptações como a história de “Turim Turambar” ou “O Silmarillion” tornam-se um pouco mais sólidas.

A Amazon ainda não revelou detalhes sobre seu projeto. Tudo o que se sabe, é que será uma série que se passará antes dos acontecimentos d’A Sociedade do Anel.

Fonte: Valinor