The Last of Us: Part 2 – gameplays vazadas são de versões antigas

Avatar

Na última semana, um dos assuntos mais comentados foi o vazamento de informações cruciais dos eventos de The Last of Us: Part 2.

Diversas hipóteses foram levantadas, entre elas, que funcionários da própria Naughty Dog, que tiveram um auxílio durante a pandemia do COVID-19 negados, teriam vazado detalhes do jogo como forma de “vingança”. Já outros rumores, apontavam que, também, funcionários da empresa, insatisfeitos com as péssimas condições de trabalho – com uma cultura de crunch time enraizada dentro da companhia – teriam vazado o jogo como forma de protesto contra essa prática.

Na última sexta-feira (01), a Sony informou que já havia identificado os autores do vazamento, e confirmou que não houve envolvimento de funcionários e ex-funcionários da Naughty Dog ou da própria Sony Interactive Entertainment.

Jason Schreier, ex-jornalista do portal Kotaku, respondeu algumas questões através de seu Twitter, e disse: “Suspeito que seja alguma falha de segurança”. Após o caso ganhar notoriedade, Schreier voltou a conversar com funcionários da Naughty Dog, confirmando suas suspeitas.

Ok. Após conversar com duas pessoas envolvidas no caso do vazamento de The Last of Us: Part 2 e alguns funcionários da Naughty Dog, já tenho uma boa ideia do que aconteceu.

De uma forma bastante resumida, um grupo de hackers descobriu uma vulnerabilidade na segurança em uma atualização de um título mais antigo da Naughty Dog (levando a crer que tal jogo se trata de “Uncharted 4: A Thief’s End“), que usaram tal brecha para ter acesso aos servidores da empresa.

Schreier ainda diz que a versão que foi divulgada se trata de uma versão inicial do desenvolvimento.

Penso que essa gameplay que foii vazada são os programadores fazendo alguns testes em uma versão inicial (não posso afirmar pois não vi os vídeos). Mas o mais importante, é que os rumores deste vazamento ser alguma forma de protesto de um funcionário por ter seu salário roubado não é verdade. (A Naughty Dog aumentou o salário de seus funcionários, além de ampliar os benefício do plano de saúde para todos os funcionários, devido à COVID-19).

Fonte: Eurogamer