SSD vs. HDD: Quais são as principais vantagens e desvantagens?

Avatar

O HD é uma unidade de disco rígido instalado dentro do notebook e conectado ao controlador de disco da placa-mãe usando um cabo ATA, SCSI ou SATA. É o componente responsável por armazenar os dados voláteis.

Utiliza a gravação magnética para armazenamento e recuperação dos dados, seja o sistema operacional, software instalado e os arquivos pessoais. Para a leitura e gravação dos dados, utiliza uma cabeça magnética e um prato de metal que são partes móveis, já os SSDs utilizam memórias flashs sem movimentos. Por isso, os SSDs vieram para substituir os HDs, graças à sua rapidez, baixo tempo de acesso e excelente rendimento.

A seguir informaremos quais são as vantagens e desvantagens do HD em relação ao SSD.

 

As vantagens do HD em relação ao SSD

 

  1. Mais barato que o SSD

Em relação ao preço o SSD, com uma capacidade semelhante ao de um HD, o preço é normalmente duas vezes maior, por isso o HD ainda é mais acessível à maioria dos usuários. Por este motivo, os notebooks que utilizam o SSD como armazenamento de dados são mais caros do que os que possuem HD.

  1. Maior capacidade básica de armazenamento

A capacidade padrão inicial de um HD é de 500 GB, já os SSDs iniciam com 128 GB, por isso o HD tem maior capacidade de armazenamento.

  1. Mais acessível que SSD

Independente dos SSDs estarem ganhando espaço, o HD ainda tem melhor encontrabilidade, além de possuir maiores capacidades de armazenamento. Os HDs internos ou externos são facilmente encontrados no mercado.

  1. Ciclos mais altos de leitura e gravação

Graças ao número finito de gravações e os ciclos de leitura e gravação serem mais altos, o HD tem uma durabilidade maior do que um SSD. Para os SSDs é necessário apagar e reescrever grandes blocos de uma única vez, sendo necessário vários ciclos de leitura e gravação, reduzindo a vida útil das memórias flash.

 

Desvantagens do HD em relação ao SSD

 

  1. Velocidade de leitura e gravação mais lenta que o SSD

Os dados do HD são fragmentados e possui diferentes velocidades, além de depender das especificações das rotações. Já os SSDs não são propensos a fragmentação, por isso na questão leitura e gravação dos dados o SSD é muito mais rápido do que um HD.

  1. Ineficiência energética

O HD não é indicado para ser utilizado em dispositivos compactos, pois consome mais energia para operar a cabeça magnética e o prato metálico rotativo. Por isso, para que haja mais eficiência energética e a bateria tenha maior durabilidade, os notebooks mais atuais estão utilizando o SSD.

  1. Produz som mecânico

Os notebooks que utilizam o HD, quando inicializados ou nas leituras e gravações de grandes quantidades de dados emitem um ruído mecânico e vibrações sutis. Já os SSDs não emitem nenhum som mecânico.

  1. Menos durável que o SSD

A parte física do HD é mais sensível e vulnerável por conta das suas partes móveis, o que pode ocasionar perda dos dados ou falhas em sua estrutura com muito mais facilidade. Por isso o SSD é mais indicado para ser utilizado em notebooks.

É importante frisar que sendo um SSD externo ou HD externo, ambos podem danificar conforme os movimentos e a qualidade do transporte.

  1. Forma Física Maior

Devido à colocação e operação das partes móveis do HD, não é possível reduzi-lo de tamanho. Por este motivo, os notebooks ultrafinos utilizam os SSDs para armazenamento dos dados, já que o tamanho de um HD é muito maior do que um SSD.

Já que estamos falando sobre a tecnologia dos SSDs, aproveita o post E se o Playstation 4 viesse com um HD SSD?!. Ficou alguma dúvida? Deixe o seu comentário que teremos o maior prazer em respondê-los.

Texto enviado por Karoline Teotonio
“29 anos, administradora e pós-graduada em marketing. Casada, apaixonada pela família, por praia, música, animais, academia e tecnologia.”