Sony explica motivos da demora do cross-play no PS4

Avatar

A Sony surpreendeu a todos na última semana ao decidir aderir ao cross-play – após muita pressão da comunidade por declarações polêmicas sobre o sistema de jogatina online entre plataformas diferentes.

O primeiro título a contar com esse sistema no Playstation 4 será Fortnite – um dos maiores sucessos da atualidade. Muito disso, se deve as declarações de junho, onde a empresa decidiu isolar seu público, não permitindo que usuários do game pudessem compartilhar sua conta com outras plataformas, como ocorre hoje em dia. Os usuários que optassem por jogar Fortnite no Playstation 4, ficariam com sua conta vinculada apenas no console, não sendo possível utilizá-la em um Nintendo Switch, por exemplo.

No mais recente podcast oficial da empresa, o chefe da Playstation Worldwide Studios, Shawn Layden, explicou o por quê da demora em aderir ao que parece ser uma tendência do mercado hoje.

Layden disse que isso não é tão fácil como muitos pensam e que existem desafios de um nível técnico que precisam ser muito bem analisados antes de pôr o sistema em prática.

“Sabemos do desejo dos nossos consumidores e queremos entregar-lhes esse serviço da melhor forma possível. Permitir o cross-play não é algo simples, como pressionar um botão e tudo estará funcionando. Mas é um atributo ou funcionalidade muito multi-dimensional”, disse o executivo.

Layden ainda explicou que a empresa teve que olhar para esse pedido com um “ponto de vista técnico”.

“Tivemos que olhar para isso em muitos aspectos, pois temos que trabalhar com nossas parcerias do ponto de vista empresarial e temos que ter certeza que, liberando esse tipo de serviço, teremos o devido apoio dos clientes. É preciso seguir uma determinada ordem destes fatores para que tudo saia bem.”

Entretanto para a Epic Games, o simples fato de permitir que jogadores do Xbox One e do Playstation 4 pareceu ser um simples apertar de um interruptor, pois no passado, a empresa permitiu que jogadores de ambas as plataformas pudessem disputar partidas online de “forma acidental”.

O executivo disse que a demora foi um um pouco além do que se esperava, mas está feliz em saber que tudo parece correr bem.

Demoramos mais do que gostaríamos, mas demorou tanto tempo pois foi preciso estar dentro dos padrões de qualidade que prezamos. Felizmente, conseguimos fazer esse anúncio na terça-feira passada e ativá-lo ao mesmo tempo. Para nossa felicidade, não ouvi qualquer feedback sobre problemas de conexão. O sistema ainda está em fase beta e esperamos que alguns problemas se mostrem presentes para podermos corrigi-los e entregar um serviço de qualidade. Estamos atentos à isso e estamos encantados por ver as pessoas se divertindo com algo muito aguardado.

Com a novidade chegando ao Playstation, outras empresas já esperam para poder ativar seus sistemas de cross-play, como é o caso da Psyonix com Rocket League e a própria Microsoft, com Minecraft.

Layden foi categórico em dizer que tudo ainda está em fase beta e que deverá vir com o tempo.

Ainda estamos em fase beta. Penso que assim que vermos tudo funcionando de forma adequada e sem problemas, de forma solida, adoraria ver outros jogos nesse serviço com o passar do tempo“.

Fonte: Eurogamer