Primórdios: nos anos 80, torneios de games eram nos fliperamas

Avatar

Quem gosta de games já está acostumado a acompanhar o crescimento exponencial dos e-Sports. Se antes o esporte virtual era considerado uma “brincadeira” de jovens, hoje conta com uma grande estrutura, atletas, marcas patrocinadoras e é um negócio extremamente lucrativo. A receita de 2017 foi de US$ 696 milhões (considerando propaganda, patrocínios, ingressos, merchandising, direitos de transmissão e premiações) e a previsão é chegar à US$ 1,4 bilhão até 2020. Sem dúvidas, é um dos melhores mercados da atualidade.

Mas, o que os mais jovens talvez não lembrem, é que o “pai” dos e-Sports foi a disputa em campeonatos de fliperama nos anos 80. É claro que não existia arenas lotadas, grandes torcidas ou equipes super organizadas. Mas quem viveu a era de ouro dos fliperamas garante que a diversão era incomparável!

Fliperama e os torneios hoje

Ainda é possível aproveitar a emoção do fliperama de diversas formas. Existem alguns lugares, como as antigas lojas de vídeo game, que disponibilizam modelos clássicos para os mais nostálgicos. Além disso, plataformas de jogo online oferecem games extremamente semelhantes, especialmente no visual, incluindo torneios das mais diversas modalidades. Para fãs de jogos casuais, o Vera & John cassino tem jogos grátis e torneios semanais, com caça-níqueis e outras modalidades. Nesse caso, você se diverte e pode ainda ganhar dinheiro ao mesmo tempo.

Se os fliperamas foram ou não os precursores dos torneios de e-Sports, não podemos afirmar com certeza. Mas é perceptível o quanto os games movimentam gerações. Em 2019, o Brasil será palco de vários campeonatos, entre eles League of Legends, CS:GO e Rainbow Six: Siege. Nos últimos anos, os grandes torneios passaram a ser comuns por aqui, e em arenas reúnem milhares de pessoas para assistir nos telões as partidas. Tem até torcida organizada para os times. Quem gosta tem motivos de sobra para continuar acompanhando os avanços da tecnologia no ramo dos jogos online.

O primeiro campeão de fliperama

Ainda que em menor escala, em 1983 foi realizado o primeiro torneio que definiu o campeão mundial de videogame reconhecido pelo Guinness Book. A competição levou dois dias e foi exibida tempos depois pela emissora ABC, o que já indicava o grande potencial que os torneios de game teriam com o passar dos anos. Neste campeonato, jogos como “Frogger”, “Millipede”, “Joust”, “Super PAC-Man” e “Donkey Kong Jr” estavam na lista.

Na ocasião, foram 19 participantes que participavam de desafios para chegar aos três finalistas. A proposta era mostrar suas habilidades em cinco jogos diferentes. O vencedor foi Ben Gold, que tinha 16 anos, quando conseguiu completar a missão 15 segundos antes dos concorrentes. Diferente dos prêmios em dinheiro que os competidores ganham atualmente, os finalistas do primeiro torneio ganharam assinaturas gratuitas das revistas Playmeter, Replay e Joystick.

Foi o primeiro mesmo?

Porém, quando se trata de recorde ou de momento histórico, é comum haver controvérsias. Nesse caso não seria diferente. Muita gente afirma que o primeiro torneio de videogame foi realizado em 1980, quando a Atari fez um campeonato de “Space Invaders”, com cerca de 10 mil participantes. Outros defendem que o primeiro torneio foi em 1972, pela Universidade de Stanford com uma competição do jogo “Spacewar” com os estudantes.

Se no exterior os campeonatos já existiam nos anos 80, por aqui não era diferente. Certamente, muita gente participou de torneios de fliperamas clássicos nas lojas de videogame, com títulos como “Pac-Man” ou “Mortal Kombat”, jogos que marcaram uma geração e continuam fazendo sucesso. Na versão árcade do Mortal Kombat, por exemplo, muitos fãs encontram segredos escondidos até hoje, como um menu secreto e outros recursos. Para a época, os games já eram muito bem pensados.