Imagens revelam que ataque coordenado derrubou a conta de influenciador no Twitter

Avatar

O último dia 18 de março foi uma data marcante para os usuários do Twitter. Após os nomes dos indicados ao prêmio Cubo de Ouro – prêmio dado a diversos influenciadores e canais de entretenimento do meio gamer e geek/nerd -, o influenciador Anderson “Gamer Antifascista” cobrou o indicado Alexandre “Gaules”, ao publicar em seu perfil oficial do Twitter um vídeo onde ele aparece criticando movimentos sociais, como o MST e o MTST.

Após o caso tomar uma grande proporção e entrar nos assuntos mais comentados da rede, Anderson teve sua conta suspensa por um ataque orquestrado por fãs de Gaules, que denunciaram sua conta de forma massiva – mais detalhes sobre o caso podem ser conferidos aqui.

Vale ressaltar que no dia em que o caso ocorreu, Gaules se pronunciou durante uma live, falando sobre o caso e dizendo que sua postura de 2019 (ano do recorte do vídeo em questão) não condizia com o que ele pensa atualmente. Até mesmo houve uma retratação por parte do Gamer Antifascista, mas que de nada adiantou para manter sua conta ativa.

Em matéria publicada nesta quarta-feira (31) pelo jornalista do Diário do Centro do Mundo, Pedro Zambarda, em seu site Drops de Jogos, é possível ler alguns dos comentários que alguns dos fãs de Gaules deixaram em seus perfis no Twitter após a exposição do streamer. Confira:

Diversos outros influenciadores se manifestaram sobre a suspensão arbitrária de Antifa da rede, marcando a conta oficial do Twitter Brasil em suas postagens, solicitando a anulação da suspensão do influenciador e cobrando uma postura ética da plataforma, já que alguns perfis declaradamente de supremacia e com discurso de ódio contra minorias, se mantém ativos na plataforma.

O caso chama ainda mais atenção, pois nesse tempo em suspenso, Antifa relatou ao Salvando Nerd que possivelmente conseguiria reaver sua conta, recebendo até mesmo um prazo para retornar a plataforma (conforme imagem abaixo). Entretanto, após o término do prazo de suspensão da conta, ela retornou ao estado de suspensão definitiva. A plataforma não deu quaisquer detalhes sobre a decisão.

Na última sexta-feira (26), o Gamer Antifascista recebeu uma mensagem da plataforma de que teria controle de sua conta novamente após o prazo de 12 horas, que não se cumpriu. – Imagem: Divulgação

Ao mesmo tempo em que a plataforma permanece em silêncio, Gaules também não se pronunciou sobre o caso. Pedro Zambarda chegou a abordar o streamer através das redes sociais, na tentativa de ouvir o lado de Gaules sobre o caso da exposição, além de perguntar sobre a sua responsabilidade (e dos seus seguidores) sobre a suspensão da conta do Gamer Antifascista. No entanto, o streamer preferiu bloqueou o jornalista.

Enquanto isso, diversos sites de grande porte que cobrem o meio gamer não se manifestaram sobre o caso, como Voxel, The Enemy ou IGN Brasil, cabendo a portais menores dar a devida atenção ao caso – no caso, o Drops de Jogos e o próprio Salvando Nerd, que foram os únicos veículos a trazer esse caso.

Anderson, que é advogado e pesquisador, criou o perfil em 2020 com uma abordagem entre a tríade de videogames, política e inclusão social, falando sobre a representação destes dois últimos aspectos nos jogos virtuais, além de colaborar com o Salvando Nerd, com análises de games.