Banimento do Gamer Antifascista completa 2 meses sem solução

Avatar

O caso do banimento da conta do influenciador digital Anderson, conhecido nas redes como “Gamer Antifascista“, que tem como objetivo propor a discussão entre videogames, política e inclusão social, completou dois meses no último dia 19 de maio.

Tudo aconteceu no dia 18 de março, após a divulgação de um vídeo do streamer Gaules – o maior streamer do Brasil e um dos maiores do mundo -, em que ele aparecia fazendo críticas ao Movimento do Trabalhadores Sem-Teto (MTST) – mas que de forma errada, utilizou a sigla MST, referente aos trabalhadores do movimento sem-terra – durante uma transmissão, em 2019.

Cobrando um posicionamento, o GamerAntifa utilizou o momento em que Gaules havia sido nomeado como um dos concorrentes ao prêmio Cubo de Ouro – que ocorreu nesta terça-feira (25) – para cobrar uma posição do streamer.

De forma massiva e coordenada – contando com a potencialização do Movimento Brasil Livre (MBL), encabeçado pelo Deputado Federal Kim Kataguiri (DEM-SP) – Antifa recebeu diversas ameaças em sua caixa de mensagens privada, além de vários prints terem sido feitos, mostrando a ação dos fãs de Gaules para derrubar a conta.

Na manhã de 19 de março, a conta havia sido suspensa do Twitter e permanece neste estado até hoje. Em participação em podcasts – incluíndo o Nautilus, um dos grandes podcasts independentes do país, Roteirices, do jornalista Carlos Alberto Júnior, NOIZ, de Eddy Venino, Tecnopolítica, do pesquisador Sergio Amadeu e o Café com Gibi, do site Oldie Nerd, Anderson explicou a situação e sempre deixou claro que o grande problema era na maneira como as redes sociais disponibilizam ferramentas que ofereçam o princípio do contraditório. Advogado, o influenciador está movendo um processo judicial para reaver o direito de uso de sua conta. O caso também foi reportado no site independente GeekPop News, que fez uma extensa análise sobre todo o contexto da situação.

Gaules, por sua vez, apenas se manifestou sobre o caso durante uma transmissão ao vivo, no dia 19 de março. De forma bastante indireta, comentou o caso e ao ser questionado pelo jornalista Pedro Zambarda, do Drops de Jogos e Diário do Centro do Mundo (DCM), o bloqueou em seu perfil no Twitter.

Portais como Voxel, The Enemy e outros não se manifestaram sobre o ocorrido. Mesmo após cobranças através das redes sociais, o caso do banimento arbitrário da conta do Gamer Antifascista, que mantinha um contato direto com jornalistas e outros influenciadores, permanece restrito a pequenos e médios sites. Alguns jornalistas, através de suas contas pessoas, se mostraram solidários com o caso do banimento, mas nenhuma atitude por parte da plataforma foi revista ou tomada.

Nesta terça-feira (25), Gaules acabou levando o prêmio Cubo de Ouro 2021, na categoria de Personalidade Geek do Ano.

Caso você queira saber um pouco mais sobre essa situação, ouça o episódio do Café com Gibi sobre “Banimento no Twitter“, que contou com a participação de Anderson, o Gamer Antifascista e Vinícius Rosa, editor-chefe do Salvando Nerd: