E3 2017 – Conferência Eletronic Arts

Avatar

Com uma apresentação morna, e com foco em suas franquias de esportes e Star Wars, a Eletronic Arts sobe ao palco sem grandes anúncios e com poucos anúncios de peso.

Começou a E3! Aquele momento que todo fã de games espera ansiosamente. E a primeira conferência que ocorreu na tarde deste dia 10 foi com a Eletronic Arts, que começou com um batuque, tentando trazer uma empolgação que por alguma razão, não ocorreu como esperado.

A apresentação começou mostrando algumas novidades do novo Madden 18, que seguindo a mesma receita aplicada em FIFA, ganhou uma espécie de modo campanha, chamado Long Shot, onde a premissa é basicamente aquilo que vimos aplicado no famoso simulador de futebol, acompanhando a ascensão de um atleta do esporte.

Após isso, o CEO da empresa, Andrew Wilson, subiu ao palco. Em um discurso de boas-vindas à conferência, além de uma introdução geral da conferência.

Após isso, tivemos uma parte dedicada a mostrar os melhores lances e jogadas compartilhados por jogadores e Youtubers gringos de Battlefield 1. Em julho, o jogo receberá novos mapas, e em setembro, uma nova expansão chegará para o game, chamada “In the name of Tzar”, que mostrará um lado da campanha nas gélidas terras da Rússia, que receberá uma unidade feminina, e batalhões de cavalaria. Um trailer da nova expansão foi apresentado.

Nesse momento, sobe ao palco Patrick Söderland, um dos executivos da empresa, que destaca que a EA está pronta para trazer uma nova experiência competitiva em BF1. Estaria a companhia querendo investir forte em campeonatos e no e-Sports com o novo título?!

Além disso, a companhia também se mostrou favorável no investimento ao modo competitivo de todas as suas franquias de esportes, dentre elas, a mais popular, FIFA.

E falando em FIFA, a Eletronic Arts fez questão de ressaltar a nova tecnologia de captura de movimentos durante o trailer da edição 2018 do popular simulador.

E talvez esse tenha sido (como de praxe), o “Momento WTF” da EA, quando entram em cena os “Men in Blazers”, que é uma espécie de “Desimpedidos” da gringa, com comentaristas de futebol que fazem piada com a situação de alguns times, e chamam convidados famosos como Kevin Bacon e Terry Crews. Eles sobem ao palco, e fazem um “High Five Fail”, e nesse instante, o câmera deveria focar na cara da plateia.

Tudo isso, para falar sobre a importância de FIFA, e anunciar que a segunda temporada da saga do jogador fictício Alex Hunter continuará em “The Journey – Hunter Returns”, o modo campanha de FIFA 18.

Após essa apresentação, tivemos a Marcus Wilsson no palco para falar um pouco mais sobre o novo Need for Speed Payback. No game, controlaremos três protagonistas diferentes, chamados Tyler, Jesse e Matt, que lutarão contra a máfia. Um trailer gameplay também foi mostrado, ressaltando toda a qualidade gráfica, além de apresentar algumas novidades como o número de partículas do jogo, tornando choques e batidas em alta velocidade, um espetáculo à parte.

Em seguida, tivemos a apresentação de alguns títulos do canal de parcerias com estúdios indies com a EA, chamado “EA Originals”. E talvez esse tenha sido o ponto alto da conferência, com a apresentação de um novo jogo do estúdio de “Brothers: A Tale of Two Sons”, a Hazelight Studios. E para introduzir o novo jogo, o diretor e roteirista Josef Fares subiu ao palco para mostrar ao mundo, “A Way Out”, um jogo ambientado em uma prisão, em que dois detentos decidem se unir para escapar do lugar.

O jogo é focado principalmente no modo cooperativo em tela dividida, priorizando o gameplay entre duas pessoas no mesmo ambiente.

Após isso, a EA decidiu mostrar uma pequenina e singela parte do que os seus jogos poderão fazer no (até então) Project Scorpio. E Madden e uma nova IP da Bioware, chamada “Anthem”, deram aquele “sabor de curiosidade” sobre o novo console da Microsoft.

Obviamente, os gameplays foram guardados para a conferência da Microsoft para mostrar todo o poder de processamento e de imagem do Scorpio.

Em seguida, foi a vez do basquete tomar o palco da apresentação com NBA Live 18, que também ganhou um teaser, e em agosto, ganhará uma demo disponível para as principais plataformas.

Em seguida, Söderland retorna ao palco, para falar um pouco mais sobre o Play to Give, uma iniciativa da EA que transforma uma parte da renda de suas IPs em doações para ONGs e projetos de caridade.

E novamente, a apresentação muda de tom, trazendo ao palco a marcha imperial, Stormtroopers e uma gost…. ham! A atriz Janina Gavankar sobe ao palco com pose de vilã, e faz uma apresentação ao público, confirmando que o segundo game recebeu bem o feedback dos usuários e terá um modo campanha.
O jogo também terá personagens, cenários e batalhas ambientados nos principais locais dos episódios I, II e III, além do episódio VII: O Despertar da Força.

Com 3 vezes mais conteúdo que o jogo original, co-op local e um multiplayer muito mais vasto, com um número maior de naves, roupas e heróis, Battlefront II era um dos anúncios mais aguardados desta conferência.

O anúncio mais surpreendente envolvendo o novo jogo, é que praticamente todas as suas DLCs serão de graça. Então, não será aquele “beta que pagamos um preço cheio para ter periodicamente o restante do jogo”.
A primeira DLC trará dois novos heróis para a campanha, sendo Finn e a Capitã Phasma, de Episódio VII.

O game também terá DLCs referentes ao novo filme, “Episódio VIII: Os Últimos Jedi”.
Após todos esses anúncios, um longo gameplay do jogo foi apresentado, mostrando Rey, Darth Maul, e diversos outros personagens novos inseridos no game.

E, terminando a conferência do jeito mais “WUT” do mundo, a Eletronic Arts lança o teaser de um novo Star Wars para mobiles, sem áudio, e que parece que nem ela estava a fim de mostrar aquilo para o público.

Infelizmente, o primeiro dia do evento foi marcado por uma apresentação puramente requentada, medíocre, e com falta de ânimo. O que realmente salvou a apresentação, foi um jogo de uma iniciativa independente. Nessa, nem Star Wars teve o peso necessário para levantar o ânimo da empresa.

O que felizmente, não ocorreu com a Microsoft.