[E3 2015] Confira o que rolou na conferência da Sony

Avatar

Se por um lado, a Microsoft conseguiu conquistar seus fãs, e fazer com que o interesse de muitos gamers se voltasse para a retrocompatibilidade do Xbox One, a Sony apresentou tudo aquilo que os gamers queriam.

Em uma difícil tarefa de superar a artilharia da concorrente, a empresa japonesa apostou todos os seus cartuchos em desejos antigos de fãs do mercado do entretenimento.

E, começando a apresentação, a Sony já disparou seu primeiro morteiro: The Last Guardian. Após seis longos anos de boatos, pausas de produção, demissões, e rumores, finalmente, o game foi apresentado ao público com uma gameplay, e que não só empolgou como emocionou uma legião de expectadores ao redor do mundo, que sonharam com esse dia.

Com data de lançamento para 2016, The Last Guardian prova que lendas, podem sim, se tornarem reais.

O interessante dessa apresentação de modo geral, é que a Sony deixou um pouco de lado os aspectos técnicos, e serviços que chegarão ao PS4, e resolveu apostar todas as suas fichas em uma apresentação limpa, e sem firulas – quase que dizendo “vocês querem games? Aqui estão os que vocês pediram!!!”. Claro que alguns serviços, como o Playstation Vue –  uma plataforma de canais por assinatura que você pode assistir diretamente do seu console, e alguns detalhes sobre o Morpheus foram dados, mas o foco da companhia nesta apresentação, foram os games. Ponto para a Sony!

horizon
Outra aposta da Sony, é em Horizon Zero Dawn, desenvolvido pela Guerrilla Games, a mesma casa de Killzone. Nele, um novo universo que mescla tribos humanas contra robôs-dinossauros nos foi apresentado. O game é exclusivo para PS4 e será lançado também em 2016.

E claro, o show não poderia parar. Em uma singela apresentação, No Man’s Sky trouxe um novo conceito para os videogames: nada é impossível de se fazer. Nem mesmo, o seu próprio universo. Isso por que, o game consiste em explorarmos uma vasta gama de pequenos sistemas solares, dando uma dimensão única à um game com esse teor de conteúdo.

Planetas, sistemas, batalhas em pleno espaço… Tudo isso é possível, e amplo. O game, é praticamente uma afronta ao amplo universo de Halo (Microsoft), e que explora todo o potencial do jogador, e do console.

Mas, a noite estava só começando, e o que parecia até então uma simples conferência, ainda se tornaria (talvez) o palco do anúncio mais aclamado de toda a feira – até o presente momento.

Quando o logotipo da Square-Enix surgiu no telão, e o novo Hitman deu as caras, muitos ainda se perguntavam: “será que dessa vez vai?”. E sim. Aconteceu.
Após anos e anos, de pedidos, orações, e abaixo-assinados, finalmente aconteceu: Final Fantasy VII terá o seu remake. E como a Microsoft que acabou pegando os direitos de exclusividade temporários de Rise of the Tomb Raider, FFVII terá temporariamente uma exclusividade com o PS4.

O público foi ao delírio. Entre assovios, palmas e lágrimas, o sonho de muitos jogadores enfim, aconteceu após uma longa e agoniante espera.
Agora, resta saber se mais detalhes sobre o game serão vistos na conferência da Square-Enix.

shenmue3
Mas, muito ainda estava por acontecer, e foi então que subiu ao palco da Sony, Yu Suzuki, a lenda por trás de Shenmue. Isso por que, a Sony está com total apoio para que o desfecho da história saia de uma vez.
Uma campanha para arrecadar fundos no Kickstarter foi lançada, e em menos de duas horas, o game arrecadou pouco mais de 1 milhão de dólares – metade do financiamento necessário.
OBS.: Já foi divulgado que a meta para a elaboração do game já foi batida, em 3 horas.

Definitivamente, com isso, a Sony encerrou seu momento “apresentações épicas da noite”.

Após isso, tivemos mais alguns detalhes revelados das third-parties, como um conteúdo exclusivo em Assassin’s Creed Syndicate, alguns detalhes e conteúdos revelados em Call of Duty: Black Ops III, e claro, Star Wars: Battlefront também não poderia faltar nessa festa.

disney infinity 3
Para os fãs de objetos colecionáveis, a Disney trouxe sua nova linha Infinity, focada em Star Wars, compatível com os novos games da linha.

Também tivemos a apresentação da Devolver, que nos apresentou Ronin, Mother Russia Bleeds e outros games que satisfazem todos os fãs da era 16-bits.

Mas, como todas as apresentações, ainda faltava aquele game com sabor de cappuccino, e aquele toque de canela em pó sob uma cobertura de chantily. E esse sabor foi degustado ao vermos o mais novo gameplay de Uncharted 4: A Thief’s End, em um empolgante trailer, mostrando que a Naughty Dog só melhora ao decorrer dos anos, o gameplay nos mostrou detalhes das textura dos personagens, bem como a construção e destruição (parcial, mas bem feita) do cenário.
Tiros, socos, explosões, perseguições de carro, andar sob telhados com um Jeep… Essa foi a apresentação da Sony. Um verdadeiro bombardeio de coisas boas. Ufa!