Dragon Ball: Shin Jidai: Entrevistamos Celso Henrique, responsável pela “continuação” da saga GT

Avatar

Autor2Projetos de fãs são sempre uma grande surpresa. Isso por que o tratamento em cima de um determinado projeto que envolve uma franquia se sucesso, é sempre muito respeitado, e, sobretudo, visa manter a ideia original do autor – e claro, colocar uma pitada do tempero dos fãs.
É inegável que há muitos trabalhos pela rede que impressionam pela qualidade, e, sobretudo, por manter a originalidade da série. E um excelente exemplo de como um projeto fan-made de um mangá pra lá de idolatrado deve ser, é Dragon Ball Shin Jidai (Nova Geração, em tradução livre).
E claro, para nos apresentar esse novo universo dentro das histórias de Goku e companhia, nada melhor do que bater um papo com Celso Henrique (foto),  autor, roteirista e desenhista.

Segue abaixo, nosso pequeno bate papo, além de algumas artes conceituas e artes finais do web-mangá:

1 – Como surgiu a ideia de dar continuidade para a saga GT?

Eu sempre gostei muito de assistir e desenhar Dragon Ball, e apesar de eu adorar o final de GT eu sempre achei que deveria ter tido uma explicação melhor para o que aconteceu com o Goku, então resolvi mostrar a minha interpretação da historia

 

2 – Como foi a aceitação do pessoal ao ver o projeto de vocês?

Logo de cara, com os primeiros desenhos que eu postei, um número muito grande de pessoas curtiu e começou a me apoiar, foi muito gratificante.

3 – Há quanto tempo Dragon Ball SJ está em desenvolvimento?

A ideia inicial surgiu no meio do ano passado (2015), mas por causa de uns bloqueios de criatividade eu abandonei o projeto por um tempo e reformulei a historia já no final do ano passado e DBSJ se tornou o que é hoje.


4 – Já possui uma data para o projeto ser lançado?

Já era pra termos lançado, mas por conta de alguns problemas que nós passamos o lançamento teve que ser adiado e ainda não tenho uma previsão


5 – SJ se passa 100 anos após o final de GT. Vocês pretendem fazer alguns fillers sobre fatos ocorridos no universo da saga (como aproveitamento de teorias de outros fãs) nesse período todo?

Sim, sim, muitas das coisas que acontecem durante esses 100 anos até o inicio de SJ são baseadas em teorias de fãs, mas nada muito mirabolante.


6 – Existe alguma insegurança de trabalhar em uma “continuação” de uma série tão aclamada como DB/DBZ/DB GT?

Sim, Dragon Ball GT é um divisor de águas, muita gente ama, mas também muita gente odeia, então tem pessoas que não gostam nenhum pouco da ideia de uma continuação do GT pelo fato dele não ter sido feito completamente pelo mestre Akira.


7 – Vocês têm algum outro projeto em mente, após o final de Dragon Ball SJ?

Sim, eu tenho um mangá original meu, tem até um pouco de influencia de Dragon Ball nele. Mas pretendo desenhar esse mangá somente daqui a alguns anos.

8 – Deixe um recado para os fãs, e o que eles podem esperar de DB SJ

Bom, galera, primeiro gostaria de agradecer a todos que estão nos acompanhando e ansiosos pelo lançamento. E em SJ vocês irão acompanhar o crescimento dos personagens. Terão momentos dramáticos, engraçados, e batalhas épicas.

Confira abaixo, algumas imagens e artes conceituais do projeto:


Gostaria de agradecer ao Celso Henrique, pela entrevista cedida, além de agradecer também ao Danilo Carvalho, por entrar em contato com o Salvando Nerd, para divulgar este projeto.  Saibam que o site estará sempre aberto para que vocês possam expor esse, e outros projetos futuros.