Vítima de perseguição virtual, Isadora Basile é demitida da Xbox Brasil

Avatar

A apresentadora do programa Xbox News, Isadora Basile, foi demitida nesta sexta-feira (16), após sofrer inúmeros ataques de uma parcela da comunidade, chegando ao extremo ponto de sofrer ameaças de estupro.

A demissão veio após a apresentadora sofrer constantes ataques de seguidores da Xbox Mil Grau, liderada pelos criadores de conteúdo Chief e XCapim.

O anúncio do desligamento da apresentadora foi postado em seu perfil oficial do Twitter, seguido por um comunicado oficial. Segundo este, “a Microsoft encontrou como melhor opção o desligamento da apresentadora do cargo, para que ela não seja mais exposta a situações e ameaças como essa“.

Abaixo, você pode conferir a postagem original:

Após o anúncio, influenciadores e usuários se manifestaram em favor da apresentadora e acusando a empresa de omissão.

Em meados de julho, a comunidade se mobilizou massivamente contra a Xbox Mil Grau, o que rendeu até uma solicitação vinda da própria marca, para que ela não fosse utilizada pelos criadores de conteúdo.

Porém, é importante ressaltar que mesmo com toda a mobilização, a marca só se manifestou neste caso, por pressão da comunidade, que unida, conseguiu derrubar o canal das mais diversas plataformas, mas nada apaga os anos de silêncio da divisão Xbox e da Xbox Brasil, que nutriu uma parcela tóxica da comunidade.

O resultado de tal conivência é uma decisão bastante questionável, em que a Xbox se assume parceira dessa parcela de “fãs” que distribuem ofensas e ataques orquestrados pelas redes sociais.

Em entrevista ao site The Enemy, Isadora diz que a demissão ocorreu por uma “orientação do time global”.

É um sentimento de impotência né? Abracei a marca com todo coração, fiz mais do que o necessário e amava meu trabalho. Perdi meu emprego porque as pessoas não sabem o que é respeito“. [via The Enemy]

[ATUALIZAÇÃO] Através de seu perfil oficial no Twitter, a Xbox Brasil lançou a seguinte nota sobre o caso:

A pergunta que fica agora é a seguinte: “E é com isso” que você se defende, Xbox Brasil?

Fonte: The Enemy