A wild processo appears: Jovem é processado pela Pokémon Company por usar imagem de Pikachu!

Avatar

Todos nós temos a ideia de que Pokémons são criaturinhas fofas e bonitinhas. Mas quem parece não seguir esse perfil, é a The Pokémon Company, responsável pela distribuição de jogos e produtos licenciados.

Isso por que a empresa já teve diversos casos de processos envolvendo o uso indevido de imagem de Pikachu e o resto dos monstros de bolso. Mas parece que a coisa foi um pouco além dessa vez.

Ramar Larkin Jones é dono de um Coffee Shop na cidade de Seattle – e também um grande fã dos monstrinhos (ou ao menos era, depois do ocorrido).
Nos últimos cinco anos, o jovem realizava em seu estabelecimento o “Unofficial Pokémon PAX Kickoff Party“, que juntava outros fãs da franquia, com músicas-tema, e um campeonato de Super Smash Bros.

Para participar do evento, a pessoa desembolsava o singelo valor de US$ 2 – que segundo Jones, servia apenas para arcar com itens da decoração, e o DJ da festa. O problema de fato surgiu quando o jovem resolveu confeccionar alguns cartazes para atrair público.

CartazPoke

Mas, depois de ficar sabendo que alguém estava usando indevidamente a imagem de Pikachu e companhia, a The Pokémon Company acionou a justiça de Washington (estado ao qual pertence Seattle), e Jones recebeu rapidamente uma notificação de que estava infringindo a lei de direitos autorais.
O rapaz então resolveu cancelar o evento, para que sua situação não se agravasse. Contudo, ele não esperava se preparar para encrenca.

Isso por que a justiça do estado já havia condenado Jones a pagar o equivalente a US$ 4 mil (cerca de R$15 mil)por danos de imagem.
Em entrevista ao site Motherboard, o jovem afirmou não tem tal quantia e foi pedido o prazo de um ano para a quitação do processo. Porém, o pedido foi negado e agora Jones tem o prazo de 45 dias para resolver o problema.

Confesso: um plano mais maligno que os da Equipe Rocket!

Fonte: Motherboard / Baixaki Jogos