“Sandman tem um potencial maior na televisão como uma série”, diz roteirista que abandonou o projeto

Avatar

Sandman é uma das grandes obras dos quadrinhos, sendo admirada não só por autores e artistas do ramo, mas reconhecido como uma grande obra literária.
Recentemente, a internet começou a pipocar informações sobre uma adaptação para o cinema da obra de Neil Gaiman – algo que muitos consideram “difícil” ou até mesmo “impossível”, devido a sua grande narrativa e complexidade de enredo.

E o projeto perde mais um integrande. A bola da vez, é Eric Heisserer, roteirista.
Segundo o site IO9, Heisserer disse que o motivo de sua saída, é pela incompatibilidade de adaptar a obra para o cinema. Segundo ele, Sandman tem um potencial muito maior se virasse uma série de TV.

“Tive uma conversa com Neil [Gaiman] sobre isso, e cheguei a conclusão que a melhor adaptação seria uma série produzida pela HBO ou em um fomrato limitado, não um filme, nem se ele fosse uma trilogia”, disse ele ao site.

“A estrutura do filme realmente não se enquadra ao formato. Então, conversei com os responsáveis e disse que Sandman tem um potencial maior na televisão, como uma série, e resolvi abandonar o projeto”.

Vale lembrar que quando rumores sobre o projeto do longa metragem de Sandman começou a ganhar mais detalhes, Joseph Gordon-Levitt (A Origem, Batman: O Cavaleiro das Trevas), havia assumido o posto de produtor e potencialmente faria o papel de Morpheus. No entando, em março, o ator confirmou que ele estava deixando o projeto, por diferenças de aborgame com o estúdio responsável.

“Percebi que o pessoal da New Line Cinema e eu estávamos trabalhando no mesmo projeto, em caminhos opostos”, disse o ator na época.

Sandman foi publicado originalmente entre 1989 e 1996, o que lhe rendeu 75 volumes. A HQ foi tão aclamada, que ganhou ao todo 26 prêmios Eisner, considerado o “Oscar dos Quadrinhos”, e consagrou Neil Gaiman como um dos maiores autores e escritores americanos.

Fonte: Gamespot