Nintendo derruba No Mario’s Sky – e desenvolvedora contorna processo de forma inusitada

Avatar

Sabemos que a Nintendo não é lá muito adepta de apaludir jogos feitos por fãs de suas propriedades intelectuais – vide só o que ela fez com o remake de Metroid 2: Return of Samus e Pokémon Uranium.

Porém, a ASMB Games, uma desenvolvedora indie, juntou um grande hype (leia-se decepção) com um dos maiores nomes dos games, e assim nasceu No Mario’s Sky, um game que junta a criação procedural de planetas e fases, com a jogabilidade 2D do clássico bigodudo da Nintendo.

E sabendo disso, a Big N já solicitou a remoção do jogo. Porém, os criadores contornaram essa situação de uma forma bastante irreverente: lançando um novo game chamado DMCA’s Sky, que é basicamente o mesmo game, mas que faz uma referência direta ao pedido de remoção do projeto original. DMCA significa Digital Millennium Copyright Act, uma lei internacional de direitos de propriedade intelectual (IP) de empresas, para proteção de suas marcas.

No game, controlamos Spaceman Finn, que deve procurar a Princesa Mango, num espaço criado proceduralmente – ou seja, as fases são criadas aleatoriamente e de forma randômica.
O game sofreu algumas alterações, como alguns sprites que faziam a conexão direta com o mascote da Nintendo, assim evitando um novo processo.

O jogo está disponível para download no site da ASMB Games.

Fonte: Critical Hits / Omelete