Diretor de Logan se diz surpreso com a indicação do filme ao Oscar de melhor roteiro

Avatar

Uma das grandes surpresas das indicações ao Oscar deste ano, foi Logan – último filme trazendo Hugh Jackman como o mutante Wolverine – ser indicado ao prêmio de Melhor Roteiro Original.

Após a nomeação do longa pela academia, o Los Angeles Times entrevistou o roteirista e também diretor, James Mangold, que disse ter adorado ser indicado.
Ele também disse estar surpreso com a indicação de um filme baseado em quadrinhos, e não com suas produções mais “tradicionais”.

 

Eu acho que os outros cineastas pavimentaram o caminho para essas adaptações de quadrinhos ganharem reconhecimento. Mas você precisa abrir a mente das pessoas para a possibilidade e o risco da inversão do gênero. Isso mostra que as pessoas estão abertas para todos os gêneros e estou animado que eles viram qualidade no trabalho de Scott Frank e Michael Green. Neste filme, nós realmente nos concentramos em fazer algo diferente: um filme dramático e focado em personagens ao invés de tentar competir nessa corrida armamentista de filmes gigantes de quadrinhos.

 

Logan é o primeiro longa baseado em quadrinhos a ser indicado a Melhor Roteiro. Anteriormente, produções como esta ficavam limitadas apenas a indicações técnicas, como efeitos especiais e maquiagem.

Na trama, os mutantes foram quase extintos, e Logan (Hugh Jackman) agora vive isolado, cuidando de Charles Xavier (Patrick Stewart), que sofre de uma doença mental degenerativa.
Então, uma garota que apresenta os mesmos poderes de Wolverine é deixada aos seus cuidados. Logan então se torna uma espécie de mentor, descobrindo não apenas que ela, mas várias crianças estavam sendo mantidas sob cativeiro, e usadas como máquinas de matar.

Logan está disponível em DVD e Blu-ray.

Fonte: Jovem Nerd