Adeus ao velho amigo de internet – #Crônica

Avatar


Hoje é o dia do adeus. O dia de nos despedirmos daquele que podemos dizer ser o precursor do modelo de como nos comunicamos virtualmente.
O ano de 1999 foi marcado pelo progresso na forma de comunicação digital, e a internet no Brasil começava a andar sobre duas pernas. É difícil escrever esse texto, pensando que cada pessoa passou por momentos únicos nessa telinha que mostrava textos, e duas imagens.

O MSN foi a revolução. Tínhamos outros métodos de comunicação, mas ele colocou o famoso e famigerado “bate-papo” ou “chat”, de uma singela forma de comunicação privada, em que dois seres humanos poderiam conversar sobre tudo, e todos.
Então, começou-se aquele Boom! Milhares de pessoas utilizavam essa ferramente. E o velho telefone foi trocado por “me passa seu MSN!”.

Nunca mais poderemos repetir essa frase. Frase essa, que fez a união de muitas pessoas. Sobretudo, o que vos fala.
Fui uma das “vítimas” desse sisteminha da Microsoft, e mantenho minha relação firme e forte. Mas esse é assunto para outro dia.

Ah, o MSN! Vou sentir saudades daquele som. Da espera daquela conversa que vai render horas e horas.
Mas nem tudo são flores.
Quem nunca ouviu aquela velha frase “Fulano(a) terminou com ele(a) no MSN”. É, o velho MSN também rompera diversos relacionamentos.

MSN. Três letras, e muitas  e muitas histórias. Quem não tem histórias, que atire a primeira pedra!
É uma pena que tudo um dia acaba. O ciclo da vida bate no que não existe também.

MSN vai deixar saudades. Mas tudo evolui. Nem sempre para a melhor, mas o processo de evolução atinge tudo e todos. É assim que gira o mundo, e é assim que é na internet. As modas vão e vêm. Os assuntos acabam em evidência, e todos espremem até se esgotar.

Adeus velho companheiro. Obrigado por todos os momentos bons que proporcionou. Obrigado por me apresentar a pessoas tão interessantes, e por render tantos assuntos.
Apesar de não ser como antigamente, com aquela interação face-a-face, é incrível como as pessoas encontram amigos e se relacionam a longo prazo, sem nem sequer saber como a pessoa é, ou saber como é sua voz.

Obrigado MSN. O mundo não esquecerá de você. Guarde essas histórias da vida humana. Um dia, poderemos precisar revê-las, e fazer certas auto avaliações.