“Tudo acabará bem”, é o que diz COO da Eletronic Arts sobre o caso “Konami-Kojima”

Avatar

Ainda não se sabe o que de fato ocorreu para que Hideo Kojima e Konami fizessem o mundo do entretenimento eletrônico sacudir, e acabar com uma das parcerias de maior sucesso da indústria dos games.
Mas, seja lá o que tenha acontecido em meio à boatos e especulações, em recente entrevista ao site Gamespot, o COO da polêmica Eletronic ArtsPeter Moore, afirmou que nenhum dos lados ganharia com um rompimento desta proporção, e ressalta que o melhor que poderia acontecer, seria ambos os lados deixarem suas diferenças e voltassem com força total em uma parceria (para que assim, Silent Hills visse a luz do dia!).

Perguntado sobre uma possível contratação de Kojima pela EA, após o rompimento de seu vínculo com a Konami, Moore ressaltou sua admiração pelo desenvolvedor. “Eu entrei em contato com ele durante meus dias na Microsoft. Eu só acho… O que está acontecendo… Acho só que os dois deveriam fazer as pazes”.

Também comentando sobre suas experiências, Moore disse que o tempo que passou trabalhando no Japão, o fez enxergar que uma hora ou outra, ambos irão encontrar um meio de se reconciliar. “Esses tipos de relacionamentos de negócios são normalmente são para a vida toda [na terra do sol nascente], e o Kojima é uma parte muito importante do que já aconteceu por lá [na Konami]”, explica.

peter-moore-a-580

Ainda sobre as especulações de uma possível vinda de Kojima para a EA, o COO disse que a empresa estará sempre com a mente aberta para uma possível oportunidade.
Vale ressaltar que recentemente, a empresa contratou a roteirista original de Uncharted, Amy Henning, e um dos cocriadores de Assassin’s Creed, Jade Raymond. Mas ainda assim, Moore explicou que a companhia não tem interesse em “perseguição” em cima do desenvolvedor.

Moore também explica, que situações de atritos como essa são bastante comuns no mercado, e que isso se deve muito, à franquias que não trabalham com prazos estipulados – ou até com lançamentos regulares, como é o caso das franquias de esporte da EA (FIFA, NFL, MADDEN, etc).
Qualquer jogo que não seja periódico por natureza da forma que um game da EA Sports é, ou qualquer série que não saia todos os anos… Esses títulos podem continuar [em produção] para sempre. É preciso haver um acordo entre a publisher e a desenvolvedora para garantir que ambos os lados entendem quando um produto deve ser enviado e como ele precisa ser”, comenta o COO.

2823252-trailer_mgsonline_commentary_20150304

E enquanto a situação não tem um desfecho (ou uma explicação), o próximo lançamento dessa parceria entre Kojima-Konami, chega as lojas em 1º de Setembro. “Metal Gear Solid V: The Phantom Pain” sairá para PC, Xbox One, Xbox 360, PS3 e PS4.

Fonte: Gamespot.