“Holy Avenger: O Jogo”: Entrevistamos Wilson Oliveira, da Messier Games & Animation

Avatar

No início do ano, uma das grandes notícias do mercado nacional de games, foi o anúncio da Messier Games em trazer o universo de RPG “Holy Avenger“, para os games. E pensando nisso, nada melhor do que ter mais informações sobre o andamento e planejamento do projeto, não é mesmo?

Então, já gostaria de deixar aqui o meu muito obrigado à Messier Games e ao Wilson Oliveira, por ter nos concedido essa entrevista, e trazer ao público, algumas informações extras sobre esse promissor projeto.

1 – Como surgiu a ideia de transportar o mundo de “Tormenta” para os games?

Na verdade nós vamos transportar apenas uma pequena parte deste universo, ou seja, estamos encarregados de criar um jogo de Holy Avenger.  Embora Holy Avenger faça parte do universo de “Tormenta”, nossa pequena contribuição (e desafio) será a de adaptar a história dos quadrinhos para uma linguagem jogável.

Somos 4 sócios na Messier, e todos são fãs de RPG de mesa. Particularmente, já joguei “Defensores de Tóquio”, “GURPS”, “3D&T”, e muitos outros sistemas. Criar um jogo deste universo “rpgista”  e especialmente algo nacional de tamanha qualidade como é Holy Avenger foi algo que surgiu com naturalidade.

 

 2 – Como a Messier Games & Animation enxerga o mercado, e sobretudo, o jogador brasileiro hoje?

Hoje o mercado de games está aquecido e propício para as empresas criativas, mas há uma consciência do jogador brasileiro nunca antes vista, ou seja, o jogador esta cada vez mais especializado e sabe que, enquanto consumidor, ele quer e precisa receber algo de qualidade. Por isso as empresas indies estão cada vez mais profissionais, buscando a excelência para atender este público exigente. Quem não busca se qualificar neste mercado, morre no meio do caminho… e não há extra life…

 

 

3 – Vocês já tem alguma ideia de que tipo de mecânica o jogo terá? Será uma espécie de “RPG tradicional” (Ao estilo Final Fanstasy ou Dragon Quest) ou algo que os fãs de RPG de mesa reconhecerão (como uma adaptação de “GURPS” ou “Defensores de Tóquio” para o universo eletrônico)?

O Game Design Document está quase pronto, faltando alguns ajustes de mecânicas e roteiro. Como estamos definindo algumas características ainda não poderia afirmar com precisão nenhuma das perguntas acima. Mas aguardem, que em breve começaremos revelar mais e mais informações pela nossa página do Facebook.

4 – O game já tem a plataforma definida? Se sim, qual seria?

Inicialmente o jogo será para Pc/Mac. Mas nossa pretensão é lançar, também, para algum console… mas nada definido neste sentido.



5
– Quantas pessoas estão envolvidas no projeto? Há alguma supervisão ou participação dos idealizadores originais de Holy Avenger?

Temos cerca de 7 pessoas diretamente envolvidas na criação de Holy Avenger; São dois  Level Designer/Modeler; um roteirista; dois programadores e dois artistas 3D/ilustradores. Porém a equipe é bem maior contando os apoiadores e quem trabalha em background. Além desta equipe, como o jogo é Oficial e licenciado pela Jambô Editora (que detém os direitos sobre a Marca Tormenta), os artistas e idealizadores originais de Holy Avenger tem papel importantíssimo neste trabalho pois são eles quem aprovam ou reprovam concepts de personagens, props, Environment, etc. ou seja, todo o conceito artístico é feito sob aprovação deles.

 

6 – Vocês pretendem lançar uma versão alfa ou beta do game antes do lançamento oficial? Se sim, já teria uma data?

Sim, nossa política com todos os games é de testá-los sempre e sempre… quanto mais testes, melhor, então lançaremos um beta version. Não temos datas ainda (como disse, estamos bem no início dos trabalhos e muita coisa pode mudar) mas (dica) estaremos, novamente, na BGS deste ano… quem sabe por lá não teremos novidades importantes?

 7 –  Existe algum interesse em trazer outras HQs de produção nacional para os games? Quais seriam?

Há sempre, por parte da Messier, um interesse grande em coisas nacionais, tanto HQs como histórias, lendas, etc. Nossa cultura é infinitamente grandiosa, nossos artistas são talentosíssimos e temos nas nossas terras grande potencial para universos ainda não explorados… então, por que não?

8 – Trabalhar com uma série conceituada e premiada como Holy Avenger, torna o desenvolvimento mais difícil?

Não mais difícil, porém mais desafiador.

Crescemos com Holy Avenger fazendo parte dos nossos momentos de diversão, sentados com amigos ao redor de uma mesa, e é claro que isso faz com que nós sejamos mais críticos, mais perfeccionistas e atentos aos detalhes, afinal não queremos desapontar os fãs desta série, queremos sim, surpreendê-los positivamente.

9 – O que podemos esperar do game? Já existem planos futuros para ele?

Podem esperar um jogo onde os desafios e a diversão estejam a altura de Holy Avenger…

10 – Por favor, deixe um recado aos fãs de Holy Avenger:

Que Nimb jogue bons dados para todos nós…

Wilson Oliveira é historiador, antropólogo e escritor nas horas vagas. Tem 40 anos, e é sócio da Messier Games onde atua como Diretor de Conteúdo e Game Design. Está envolvido com games desde o longínquo ano de 1983, quando ganhou de presente um Atari 2600 de dia das crianças, e desde lá, vêm experimentando mais e mais desse universo fantástico.

Em 2014, Wilson se associa a Messier Games, uma empresa de Santo André (ABC Paulista), que nasceu em janeiro de 2014 e que ao longo de dois anos, vem em um vigoroso crescimento. Hoje a empresa conta com 25 colaboradores que se divertem trabalhando com o que gostam, e estão atualmente envolvidas em 3 projetos autorais: KriaturaZ, que foi abrangida pela Lei Rouanet; Free Fall, que está para ser lançado no Kickstarter em breve, e claro, Holy Avenger. Além disso, a empresa ainda possui três outros projetos contratuais.

Há dois jogos já disponíveis no Google Play (Bat Vision e Earth Savers), e a empresa já é finalista na TIC Américas do Panamá, com um protótipo de eco-game chamado N.A.N.O, e finalista da BGA (Brazil Game Awards), como melhor game mobile com Kriaturaz.

Para conhecer mais a empresa, acesse:
http://www.messier.com.br/